Alcachofra reduz glicemia e colesterol ruim

A alcachofra tem o nome científico de Cynara scolymus, também pode ser conhecida popularmente como cachofra, alcachofra-hortense, alcachofra-cultivada, alcachofra-de-comer, globe, carciofo, entre outros. Esta planta é comestível e pertence à família das Asteraceae, crescendo em arbustos.

Além de ser comestível, ela também se destaca pelo fato de possuir propriedades medicinais, ajudando no emagrecimento e nas demais questões da saúde. Para aproveitar os benefícios, é necessário aprender a consumi-la corretamente. Confira abaixo mais informações sobre os poderes medicinais:

Poderes Medicinais da Alcachofraalcachofra

Ela é bastante completa, pois oferece uma série de benefícios para o organismo humano. Em primeiro lugar, ela ajuda no emagrecimento, pois ela contém a cinaropricina, que aparece no amargo das folhas, mais a cinarina e o ácido clorogênico, que ajuda na digestão dos alimentos gordurosos, regula a glicemia, reduz o colesterol ruim, aumenta a secreção biliar e gástrica. Dessa maneira, há menos chances de desenvolver cálculos biliares, diminui os sintomas de má digestão e as náuseas, além de acabar com o inchaço abdominal.

Uma das principais características desta planta é ser rica em fibras alimentares, sendo responsável por favorecer os movimentos peristálticos, facilitando a eliminação das fezes, diminuindo os riscos de desenvolvimento de câncer de intestino e colón. Ela também tem função diurética, o que se deve à sua alta concentração de potássio, possibilitando o equilíbrio eletrolítico do organismo, ajudando a eliminar o excesso de água e desintoxicando o organismo.alcachofra-diuretica

Além disso, ela também contém elementos flavônicos glicosídeos que tem ação antioxidante, auxiliando na cicatrização da pele. A alcachofra aumenta a imunidade do organismo, uma vez que é rica em Vitamina C.

Como Consumir a Alcachofra

Para aproveitar os benefícios é possível consumi-la in natura, mas ela também é encontrada em outras versões como, por exemplo, em extrato e em cápsulas. Neste caso, deve-se consumir de 4 a 5 cápsulas por dia ou em média 35 gramas diárias.

http://hulkessays.com.au/essay-writer/

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *